Reportagens

  • Compartilhe:
Criatividade e inovação 9 / 05 / 2016| Saulo Pereira Guimarães

Disputa entre propostas de inovação de cidades mobiliza região metropolitana

Prefeituras de Rio, Caxias, Niterói, Belford Roxo e Magé encaminham propostas para a edição 2016 do Mayors Challenge. O concurso internacional, promovido pelo ex-prefeito de Nova York Michael Bloomberg, premia soluções inéditas e inovadoras de municipios para problemas que afligem seus cidadãos. Mapeamento colaborativo e iniciativas nas áreas social e habitacional são algumas das ideias enviadas para a disputa. Entretanto, Belford Roxo e Magé não têm dados sobre projetos encaminhados.

Foto: Biblioteca Municipal Leonel Brizola, em Caxias (Divulgação/Facebook)

Você é a favor da criação de um sistema integrado que acompanhe os primeiros passos dos novos carioquinhas? E que tal um mapa colaborativo que facilite a vida dos caxienses? Ou um programa que melhore as condições habitacionais em Niterói? Essas três ideias para o futuro da região metropolitana fluminense estão na disputa por um prêmio internacional de US$ 5 milhões. Trata-se do Mayors Challenge (Desafio dos Prefeitos, em inglês), promovido pela ONG americana Bloomberg Philanthropies. Com inscrições encerradas no último mês, a edição 2016 da iniciativa conta com projetos inéditos de 363 cidades de 22 países da América Latina

O concurso que premia os municípios com as soluções mais inovadoras para seus problemas é promovido pelo ex-prefeito de Nova York Michael Bloomberg. "As cidades de todo o mundo estão buscando inovações em políticas públicas e as cidades da América Latina e do Caribe têm se destacado nesse sentido", afirmou Michael em nota sobre a iniciativa. O Rio é uma dessas cidades. A proposta enviada pela prefeitura para a disputa prevê a criação de uma plataforma interativa que permitirá aos agentes municipais monitorar o atendimento de gestantes e crianças entre 0 e 6 anos.

O programa foi batizado como Primeira Infância Carioca. A ideia é que sua base de dados eletrônica reúna informações sobre o desenvolvimento dos cariocas a partir do momento em que a mulher descobre a gravidez. Isso tornará possível reservar vagas para os recém-nascidos em creches e oferecer assistência social a famílias com dificuldades com mais eficiência, entre outras medidas. De acordo com Rodrigo Rosa, assessor especial da prefeitura envolvido no projeto, o sistema vai dar maior agilidade ao trabalho realizado por várias secretarias. "Hoje, o mesmo cidadão é procurado mais de uma vez para responder perguntas semelhantes a diferentes atores da Prefeitura", explica ele.

Caxias

O Caxias Comap é a aposta dos caxienses para vencer o Mayors Challenge. O projeto consiste em uma ferramenta de mapeamento do município baseada na troca de informações entre cidadãos e a prefeitura. "Por meio do app, o usuário vai poder saber se uma determinada linha de ônibus é de fato a melhor opção para chegar a um certo lugar, por exemplo", explica Marcio Wixak, gerente de planejamento urbano do município. "Hoje, a oferta dessa informação aqui na cidade é muito precária", afirma ele. Segundo Marcio, o fato de os dados fornecidos serem garantidos pela prefeitura dá ao serviço um nível de confiabilidade maior do que o de plataformas parecidas que já existem, como o Google Maps.

A ideia é que os usuários possam acessar o Caxias Comap por meio de site, app para smartphones e totens espalhados em pontos estratégicos da cidade. "Os usuários poderão enviar sugestões, mandar reclamações e até fazer denúncias por meio da ferramenta, entre outras ações", conta Antonio Oscar Júnior, diretor de planejamento urbano de Caxias. "O público-alvo é o caxiense em geral ou qualquer pessoa interessada em saber mais sobre a cidade", afirma Renan Teté, estagiário da prefeitura envolvido na iniciativa. De acordo com Marcio, mais do que facilitar a vida do morador, o Caxias Comap pretende resgatar a identidade e a autoestima do caxiense, apresentando pontos turísticos, bons restaurantes e outros atrativos que a cidade oferece e a maioria das pessoas desconhece.

Niterói

Uma ideia simples está na essência da proposta de Niterói inscrita no Mayors Challenge. Batizada de "Melhorias habitacionais como Política Pública", a iniciativa tem como objetivo oferecer ajuda a famílias que desejam reformar ou ampliar a própria casa. "O comprometimento da saúde pela precariedade da moradia pode levar a graves problemas sociais e financeiros, à incapacidade para uma vida produtiva, além dos impactos psicológicos e comportamentais, associados à depressão e à violência", explicaram por e-mail representantes da prefeitura de Niterói.

Na prática, o projeto pretende disponibilizar empréstimos, acesso a materiais de construção adequados e outros recursos aos interessados em iniciar obras na própria residência. O foco da proposta são os moradores de favelas. A iniciativa prevê que núcleos locais criados pela prefeitura nas comunidades ofereçam serviços como assistência técnica profissional a interessados. Caso a proposta seja implementada de fato, a expectativa é que seu impacto seja sentido por mais de 11 milhões de pessoas.

Belford Roxo e Magé

Além de Rio, Caxias e Niterói, a região metropolitana fluminense conta com outros dois representantes na lista de cidades brasileiras com projetos inscritos no Mayors Challenge divulgada pela Bloomberg Philanthropies. São eles os municípios de Belford Roxo e Magé. Na primeira cidade, a prefeitura não soube informar detalhes sobre a proposta enviada para o concurso.

Já em Magé, a cassação do ex-prefeito Nestor Vidal (PMDB) no começo de abril, após denúncias de irregularidades na área de saúde, foi a justificativa dada para a falta de informações sobre o projeto encaminhado para avaliação.

Critérios

O impacto na vida dos cidadãos, a viabilidade, a possibilidade de implantação em outras cidades e o caráter criativo e inovador das ideias são os critérios avaliados pelo Mayors Challenge. Com 107 propostas enviadas, o Brasil é o país com o maior número de participantes nesta edição da iniciativa, que já foi realizada com foco na Europa (2014) e nos Estados Unidos (2013).

Até o fim de junho, a organização do concurso deve divulgar a relação dos 20 projetos com melhor avaliação pelo juri especializado. Em novembro, o município vencedor será anunciado e receberá US$ 5 milhões. Outras quatro ideias bem-avaliadas terão direito a um prêmio de US$ 1 milhão. O dinheiro deve ser usado na implementação das propostas premiadas.

A expectativa é grande por parte dos participantes. Rio e Niterói esperam ver seus projetos entre primeiros colocados para que, com o dinheiro do prêmio, possam tirá-los do papel. "Esperamos ganhar, mas, caso isso não aconteça, o projeto deve ser colocado em prática mesmo assim", afirma Marcio, de Caxias. Agora, é ficar na torcida para que o Rio faça bonito nesta verdadeira Copa do Mundo das cidades inovadoras.

  • Compartilhe:

Ouça as vozes do Rio

Preencha o formulário abaixo para assinar o boletim do VozeRio

Mais sobre Baixada Fluminense

Livro aborda transformações da Baixada Fluminense durante a ditadura

Novo projeto vai mapear subsolo da região metropolitana

Batizado de Geovias Metropolitano, trabalho iniciado nesta sexta (16) será coordenado pela Câmara Metropolitana

Prefeito eleito de Caxias é condenado a 7 anos de prisão por crime ambiental

De acordo com STF, Washington Reis (PMDB) se envolveu na criação de um loteamento ilegal quando era prefeito da cidade

Novo endereço para criar e empreender

Espaço de ’coworking’ Gomeia surge como centro de articulação entre grupos atuantes em cultura na Baixada Fluminense

Mais sobre urbanismo

Em ano de eleições municipais, seminário Qualicidades, realizado pelo Sebrae em parceria com o IETS e a Camara Metropolitana, reune palestrantes nacionais e internacionais para discutir soluções para a gestão e a governança.

Cinco visões sobre o futuro do Rio

No aniversário do Rio de Janeiro, Vozerio conversou com especialistas para ouvir suas expectativas em relação ao futuro da cidade.

Eduardo Paes faz balanço de seus oito anos como prefeito

Prefeito responde a perguntas da plateia sobre sua gestão, em encontro promovido pelo Vozerio em parceria com Iets

Pesquisa inédita revela perfil do ciclista carioca

Maioria dos que usam bicicleta como meio de transporte tem salário modesto e completou o ensino médio

Mais sobre Região Metropolitana

Curso de idiomas ajuda refugiados a tentar um recomeço na região metropolitana do Rio

Estudo aponta centralidades emergentes na região metropolitana do Rio

Campo Grande e Taquara foram áreas citadas em pesquisa, apresentada nesta terça (06) em evento no Centro do Rio

Um diagnóstico sobre a região metropolitana do Rio

Evento nesta segunda (24) marcou a divulgação dos resultados da primeira fase do plano metropolitano

Os últimos a serem os primeiros

Problemas em candidaturas atrasam resultado do 1º turno em Nova Iguaçu, Itaguaí e Rio Bonito

Mais sobre Rio de Janeiro

Livro reúne soluções mirabolantes já propostas para os problemas de um dos principais cartões-postais do Rio

Biblioteca Parque amanhece fechada no Centro

De acordo com Governo do Estado, fechamento é excepcional e prefeitura deve manter espaço aberto em 2017

De mulher para mulher: ocupação feminista no Rio

Rede Agora Juntas encerra neste sábado (17), na Glória, experiência que debateu direitos das mulheres

Alerj vota mudanças no Rioprevidência nesta semana

Medida faz parte do pacote proposto pelo Governo do Estado, que entra em fase final de votação

Mais sobre Duque de Caxias

Número de candidatos é mais que o dobro que o de candidatas nas cinco maiores cidades da região metropolitana do Rio
Realização:
Iets
Patrocínio:
Universeg
Apoio:
Biblioteca Parque Estadual Biblioteca Parque Estadual
 
Licença Creative Commons
Desenvolvido em SPIP pela Calepino