Debates

  • Compartilhe:
Conversa na Biblioteca 20 / 02 / 2016| Saulo Pereira Guimarães

Guerra sem vencedores: a política de drogas na favela e no asfalto

Pesquisadora Ana Paula Pelegrino e midiativista Raull Santiago discutem diferenças da política de drogas dentro e fora das comunidades cariocas na próxima quarta-feira (24/2), a partir das 18h, na Biblioteca Parque Estadual.

[Foto: Polícia Federal]

A política de drogas dentro da favela é a mesma que vale para o asfalto? Por que essa diferença existe? O que podemos fazer para acabar com ela? Quem se beneficia da guerra contra as drogas no Rio de Janeiro e no Brasil? Essas e outras questões serão debatidas na próxima edição da série Conversas na Biblioteca, na próxima quarta-feira (24/2). No evento, a pesquisadora Ana Paula Pelegrino e o midiativista Raull Santiago vão discutir o tema "Guerra sem vencedores: a política de drogas na favela e no asfalto".

O encontro promovido pelo Vozerio acontece a partir das 18h na Biblioteca Parque Estadual (avenida Presidente Vargas, 1261, Centro). A entrada é franca. Raull vive no Complexo do Alemão e é um dos fundadores do Papo Reto, coletivo de comunicação independente formado por moradores da região. Já Ana Paula trabalha no Instituto Igarapé, que realiza estudos sobre política de drogas, segurança e outros temas. Além disso, a pesquisadora coordena a rede Pense Livre, que desde 2012 reúne 80 pessoas que refletem sobre o impacto da atual política de drogas no país.

"Atualmente, todos os envolvidos com drogas em favelas são tratados como traficante. Isso é radicalmente diferente no asfalto", afirma Ana Paula. A pesquisadora acredita que o encontro será uma boa oportunidade para pensar novas ideias sobre o tema. "O Raull tem a manha da vivência, o que é um diferencial e tanto e vai estimular muito nossa troca sobre o tema", afirma ela.

Serviço

Conversas na Biblioteca — Guerra sem vencedores: a política de drogas na favela e no asfalto

Quando: quarta-feira, 24 de fevereiro, das 18h às 19h40
Onde: Auditório Darcy Ribeiro, na Biblioteca Parque Estadual (avenida Presidente Vargas, 1261, Centro)
Entrada franca

  • Compartilhe:

Mais Conversa na Biblioteca

Numa guerra sem vencedores, vitória é continuar a acreditar

Numa emocionante edição do "Conversas na Biblioteca", midiativista e pesquisadora discutiram os efeitos da política de drogas nas favelas do Rio

Notícias falsas no quarto maior jornal do país

Em bate-papo na Biblioteca Parque Estadual, autores do Sensacionalista revelaram bastidores e o processo criativo das manchetes fictícias

Sensacionalista: quando as notícias são absurdas, o humor disputa com a verdade

Próxima edição do Conversas na Biblioteca levará os autores do site de notícias falsas mais acessado do Brasil para discutir o riso como instrumento de crítica

Ouça as vozes do Rio

Preencha o formulário abaixo para assinar o boletim do VozeRio

Mais sobre favela

Documentário conta cinco histórias de jovens migrantes que residem nas favelas do Rio

UPPs: 8 anos depois

Moradores de favelas ocupadas revelam impressões, opiniões e expectativas em relação ao projeto

Daqui do morro, eu não saio não

Até o fim do mês, moradores e historiadores relembram relação entre favela e ditadura em curso sobre o tema

Cidade de Deus vira capital da literatura

Até domingo (13), Festa Literária das Periferias (Flupp) agita favela da zona oeste carioca

Mais sobre segurança pública

Pesquisador do CESeC relata a indignação de moradores da Cidade de Deus se reuniram em um protesto na quinta-feira (24/11) contra o uso de mandado de busca coletivo nas ações policiais

A nau sem rumo da segurança pública

Para o sociólogo Renato Sérgio de Lima, vice-presidente do Fórum Brasileiro de Segurança Pública e professor da FGV, lideranças do Rio precisam parar de reduzir a segurança pública a uma mera gestão da legislação penal e das instituições policiais

Favelas do Rio amargam abril violento

Apenas no último mês, PM e traficantes mataram pelo menos 15 pessoas no Jacarezinho, na Mangueira e em outras comunidades

Quando o policial é alvo de sua própria arma

Em entrevista, Dayse Miranda, pesquisadora da UERJ discute o suicídio cometido por policiais militares no Rio, um drama silencioso

Mais sobre violência

Testemunhas contam o que viram de um dos anos mais agitados dos últimos tempos

Guerra ao fuzil

Como o combate a uma arma se tornou a maior prioridade do novo secretário de segurança do Rio

Repórter, profissão de risco

Segurança de jornalistas que cobrem protestos e acompanharão Rio 2016 preocupa Repórteres Sem Fronteiras

Numa guerra sem vencedores, vitória é continuar a acreditar

Numa emocionante edição do "Conversas na Biblioteca", midiativista e pesquisadora discutiram os efeitos da política de drogas nas favelas do Rio

Mais sobre drogas

Em pesquisa recém-lançada, a professora de direito penal Luciana Boiteux traça um perfil das gestantes e puérperas presas no Rio

Endereço: cracolândia

Como é a relação dos usuários de crack com os outros moradores do Complexo da Maré, onde se estabeleceu a única cena de consumo da droga permanente do Rio

O crack e a cidade: por que é preciso quebrar o estigma

Cracolândias, "cracudos", viciados: antropóloga explica como a imagem dos consumidores da droga considerada símbolo de degradação revela muito sobre a dinâmica das cidades e critica programa ’Crack, é possível vencer’, do governo federal

Política de drogas: como parar de enxugar gelo?

O combate ao tráfico gera cada vez mais mortes e torna urgente a necessidade de repensar a regulamentação das drogas no Brasil. Assista ao vídeo do OsteRio sobre o tema.

Mais sobre Legislação

Advogado analisa aplicativo do ponto de vista do direito econômico

Administração das metrópoles é desafio

Á frente do planejamento das metrópoles de São Paulo e Rio de Janeiro, Pedretti e Loureiro discutem como produzir ações compartilhadas entre municípios

"Mais do que o corpo, o documento é a coisa mais importante para um transsexual"

Um dos primeiros homens trans a ser operado no país, João Walter Nery acredita que
diminuir a burocracia para mudança de gênero é importante, mas não acaba com preconceito
Realização:
Iets
Patrocínio:
Universeg
Apoio:
Biblioteca Parque Estadual Biblioteca Parque Estadual
 
Licença Creative Commons
Desenvolvido em SPIP pela Calepino