Burburinho

  • Compartilhe:
Burburinho 16 / 12 / 2016| Saulo Pereira Guimarães

Novo projeto vai mapear subsolo da região metropolitana

Representantes de companhias e entidades governamentais assinaram nesta sexta (16) o termo de cooperação do projeto Geovias Metropolitano. O objetivo da iniciativa é mapear a rede aérea e subterrânea dos 21 municípios da Região Metropolitana do Rio de Janeiro (RMRJ) nos próximos dois anos

Foto: Vicente Loureiro fala durante encontro do Geovias Metropolitano realizado no Palácio Guanabara (Saulo Pereira Guimarães/Vozerio)

Cerca de 30 pessoas participaram da reunião inaugural do projeto Geovias Metropolitano nesta sexta-feira (16), no Palácio Guanabara. Nos próximos 2 anos, a iniciativa pretende realizar o mapeamento completo da rede aérea e subterrânea dos 21 municípios da Região Metropolitana do Rio de Janeiro (RMRJ). O trabalho será coordenado pela Câmara Metropolitana, presidida pelo arquiteto Vicente Loureiro. No evento na sede do Governo do Estado, ele e representantes de empresas e órgãos públicos envolvidos na iniciativa assinaram um termo de cooperação.

A base do Geovias Metropolitano é formada por 4 mil fotos aéreas feitas pela Câmara em 2016. "Oferecemos às empresas esse acervo de cartografia desenvolvido com recursos do Banco Mundial e pedimos que, em troca, elas que nos informassem a localização de suas redes para a criação de um banco de dados integrado", explica Vicente. De 2 em 2 meses, novos encontros serão realizados para verificar o andamento dos trabalhos. "Os objetivos dessa iniciativa são facilitar o planejamento e dar mais segurança às intervenções realizadas pelas concessionárias", afirma ele.

De acordo com Vicente, a compilação de informações terá consequências positivas para Poder Público e setor privado. "No futuro, novas obras poderão ser feitas em menos tempo e com um custo menor", diz ele. Outros efeitos esperados são a maior facilidade no combate aos "gatos" de luz e de água pelas respectivas concessionárias e a renovação da base de dados sobre a RMRJ. "Hoje, há empresas que atuam na região com mapas feitos 30 anos atrás", revela o arquiteto, que está empolgado com o projeto. "Não conheço nenhuma região metropolitana no Brasil que esteja fazendo algo semelhante", informou Vicente.

Companhias e entidades governamentais envolvidas também manifestaram apreço pela iniciativa. "Temos o mapeamento do subsolo da capital desde 2011 e finalmente vamos poder contar com algo do tipo para toda a região metropolitana", afirmou Luiz Roberto Aroeira, diretor de informações da cidade do Instituto Pereira Passos. "Nós da CEG temos trabalhos nessa área há mais de 20 anos e o surgimento de uma base integrada é algo fantástico", disse José Magalhães, gerente de gestões de ativos da empresa. "O desafio agora será manter esse mapa sempre atualizado", destacou Ronaldo Freitas, diretor de comunicação da Light.

  • Compartilhe:

Mais Burburinho

Parque Madureira não tem data para chegar à avenida Brasil

Prometida por Eduardo Paes para o ano passado, obra depende agora do aval de Marcelo Crivella

CCBB é palco de protesto após episódio de lesbofobia

Visitante acusa namorado de funcionária de discriminação durante ida ao local na última sexta (30)

Que tal aterrar a Lagoa?

Livro reúne soluções mirabolantes já propostas para os problemas de um dos principais cartões-postais do Rio

Ouça as vozes do Rio

Preencha o formulário abaixo para assinar o boletim do VozeRio

Mais sobre Baixada Fluminense

Livro aborda transformações da Baixada Fluminense durante a ditadura

Prefeito eleito de Caxias é condenado a 7 anos de prisão por crime ambiental

De acordo com STF, Washington Reis (PMDB) se envolveu na criação de um loteamento ilegal quando era prefeito da cidade

Novo endereço para criar e empreender

Espaço de ’coworking’ Gomeia surge como centro de articulação entre grupos atuantes em cultura na Baixada Fluminense

Sífilis congênita assusta na Baixada Fluminense

Taxa de incidência da doença na região é quase 30 vezes maior que o recomendado por Organização Pan-americana de Saúde

Mais sobre Leste Metropolitano

Evento nesta segunda (24) marcou a divulgação dos resultados da primeira fase do plano metropolitano

Conflito na Praia do Sossego: sentença autoriza demolição de casa a partir de 6/5

Famílias de pescadores ameaçadas de remoção da praia de Niterói torcem por acordo com a Prefeitura até sexta-feira

Em São Gonçalo, estrada divide Petrobras e prefeitura

Via construída pela empresa é acusada de agravar o problema dos alagamentos no Jardim Catarina

Vozes do Leste à Zona Oeste

Perguntamos a alguns participantes do Fórum Rio, que aconteceu este sábado na Pavuna, como eles imaginam o Rio e seus bairros após as Olimpíadas

Mais sobre Região Metropolitana

Curso de idiomas ajuda refugiados a tentar um recomeço na região metropolitana do Rio

Estudo aponta centralidades emergentes na região metropolitana do Rio

Campo Grande e Taquara foram áreas citadas em pesquisa, apresentada nesta terça (06) em evento no Centro do Rio

Os últimos a serem os primeiros

Problemas em candidaturas atrasam resultado do 1º turno em Nova Iguaçu, Itaguaí e Rio Bonito

Investidores já podem comprar ações do futuro

Títulos de impacto social oferecem mecanismos de financiamento para projetos de saúde, redução do desemprego e reincidência de presos
Realização:
Iets
Patrocínio:
Universeg
Apoio:
Biblioteca Parque Estadual Biblioteca Parque Estadual
 
Licença Creative Commons
Desenvolvido em SPIP pela Calepino