Burburinho

  • Compartilhe:
Burburinho 23 / 12 / 2015| Daniel Gullino

O circo vai ao metrô

Em resposta a casos de repressão violenta a músicos no metrô carioca, produtor cultural sugere ocupar os trens com atividades circenses.

(Foto: Fora do Eixo/CC BY-SA)

Diante de um novo caso de repressão violenta a músicos no metrô na última semana, o diretor executivo do Circo Crescer & Viver, Junior Perim, teve uma ideia: combater a violência com arte. Em uma espécie de manifesto publicado em sua página do Facebook, Junior avisa que, se não houver uma resposta apropriada das autoridades, vai levar crianças e adolescentes para ocupar os trens e as estações com atividades circenses. Nos comentários, diversos artistas se disponibilizaram para ajudar na ação, batizada de #OcupaMetro.

A agressão mais recente foi divulgada no início da semana pelo Coletivo AME - Artistas Metroviários. No vídeo (veja abaixo), gravado no dia 15/12, quatro seguranças retiram violentamente dois músicos de um vagão. No início de novembro um episódio semelhante já havia causado polêmica.

Assista ao vídeo da agressão de seguranças do Metrô Rio a músicos no dia 15/12:

A história que se repete há anos... Seguranças da Metrô Rio/In...

Mais uma vez, SEGURANÇAS da Metrô Rio/Invepar AGRIDEM ARTISTAS. Vídeo gravado por um passageiro mostra demais passageiros apoiando os artistas, além das ações violentas e o uso desproporcional da força por parte dos agentes de segurança da Metrô Rio/Invepar (Opportrans Concessão Metroviária SA).Terça-feira, dia 15/12/15, um mês após mais de dez agentes de segurança juntos ao Chefe da Segurança da Metrô Rio/Invepar terem cometido diversas atrocidades contra três artistas (https://www.facebook.com/artistasmetroviarios/videos/721069461358806/),A HISTÓRIA SE REPETE... SE REPETE HÁ ANOS! Não são fatos isolados! São fatos estruturais. A ordem da concessionária Metrô Rio/Invepar realizada através dos seguranças é a origem desses problemas. Além das expulsões, fazendo com que os artistas paguem várias passagens, as agressões, intimidações, ameaças,... fazem parte do "modus operandi" da maioria dos agentes de segurança da Metrô Rio/Invepar. Isso significa que a ordem da concessionária Metrô Rio/Invepar precisa ser questionada. Não apenas os seguranças mas também a concessionária Metrô Rio/Invepar precisa ser responsabilizada por essas atrocidades. *Um dia após o ocorrido, 16/12/15, quarta-feira, foi publicada uma matéria no Segundo Caderno do jornal O Globo (http://oglobo.globo.com/cultura/musica/batalha-underground-veto-musicos-no-metro-trens-do-rio-gera-debate-18302179#ixzz3uUP5eVyf).#artenometro #musicanometro

Posted by Coletivo AME - Artistas Metroviários on Domingo, 20 de dezembro de 2015

 

Segundo Junior, a mobilização funciona por enquanto como uma "ameaça", para incentivar o diálogo por parte do governo estadual. “Quero que a gente não chegue às vias de fato. O ideal seria que as autoridades chamassem os artistas para conversar”, explica.

Para o diretor do grupo, os governantes são coniventes com a violência ao não se pronunciarem sobre o episódio. “Não é o primeiro caso. O vídeo deveria ter provocado indignação nas autoridades”, critica.

Se não houver uma resposta oficial, no entanto, a ideia de Junior é ocupar as estações "na surdina". Ele explica que a intenção não é causar um confronto, mas, em caso de resposta violenta, promete uma ação ainda maior: derrubar a caixa d’água do Metrô Rio, próxima à lona permanente do circo, na Praça Onze. “Quero ver se vão dar porrada em crianças”, desafia.

Junior reconhece que as apresentações no metrô precisam ser regulamentadas, mas afirma que nada justifica a reação violenta. E ressalta que o fato de serem seguranças de uma empresa privada agrava a situação.

Em nota, o Metrô Rio esclareceu que o episódio está em análise. Mas, segundo a assessoria de imprensa, os seguranças só agiram depois da reclamação de usuários, e pediram cinco vezes que os músicos se retirassem antes de removê-los.

A concessionária explicou também que apoia exibições artísticas em suas estações, mas somente em espaços pré-determinados, o que não inclui ações dentro do trem, por questões de segurança.

  • Compartilhe:

Mais Burburinho

Parque Madureira não tem data para chegar à avenida Brasil

Prometida por Eduardo Paes para o ano passado, obra depende agora do aval de Marcelo Crivella

CCBB é palco de protesto após episódio de lesbofobia

Visitante acusa namorado de funcionária de discriminação durante ida ao local na última sexta (30)

Que tal aterrar a Lagoa?

Livro reúne soluções mirabolantes já propostas para os problemas de um dos principais cartões-postais do Rio

Ouça as vozes do Rio

Preencha o formulário abaixo para assinar o boletim do VozeRio

Mais sobre cultura

Visitante acusa namorado de funcionária de discriminação durante ida ao local na última sexta (30)

Biblioteca Parque amanhece fechada no Centro

De acordo com Governo do Estado, fechamento é excepcional e prefeitura deve manter espaço aberto em 2017

’Sem cultura é barbárie’

Artistas e gestores pedem que o Governo do Estado não acabe com a Secretaria Estadual de Cultura, e de quebra criticam o município por falta de transparência em Fomento às Artes

Novo endereço para criar e empreender

Espaço de ’coworking’ Gomeia surge como centro de articulação entre grupos atuantes em cultura na Baixada Fluminense

Mais sobre manifestações

Em meio às retenções no trânsito causadas pelas manifestações de taxistas contra o Uber no Rio, mototáxis levam passageiros para o aeroporto do Galeão

Onde está junho? Manifestantes de 2013 olham para as ruas hoje

Da atuação da polícia à desesperança: como a geração de 2013 enxerga as mobilizações de 2016

Protesto contra violência reunirá grafiteiros este domingo na rua da Alfândega

Grupos se organizam para protestar contra agressão a três jovens negros por cinco seguranças do Saara na última sexta (22); protesto está marcado para domingo (31)

Em protesto pacífico, moradores do Alemão pedem fim da violência

Manifestantes caminharam até sede da Coordenadoria de Polícia Pacificadora (CPP) em uma passeata pequena, mas simbólica. Há atos programados para o mês inteiro

Mais sobre música

Gustavo Coelho é professor da Uerj e estuda pichação, bate-bolas e outros fenômenos cariocas sob o olhar da estética

"A estrutura do carnaval de rua precisa ser repensada"

Para Vagner Fernandes, fundador do bloco Timoneiros da Viola, a folia carioca precisa de novas regras e outras formas de financiamento

A saga de quem faz cultura nas ruas do Rio

Organizadores do Sarau do Escritório mostram como vencer o vilão da burocracia em 11 fases

Novo mapeamento revela forte centralização no cenário musical do Rio

Colaborativo, o aplicativo Mapa Musical RJ estará disponível a partir das 19h desta segunda-feira (19/10). Em entrevista, integrante do projeto afirma que o objetivo é incentivar a articulação da capital com o interior

Mais sobre transporte público

Nova lei divulgada nesta segunda (28) quase vetou operação do aplicativo no Rio

Mapa da juventude em movimento

Para Clarisse Linke, diretora do ITDP Brasil, transporte de alto custo e má qualidade é um fator de exclusão dos jovens nas cidades brasileiras

Estamos vivendo cada vez mais — isto é um problema?

O médico Alexandre Kalache, diretor do Centro Internacional da Longevidade (ILC-Brazil), diz que o Rio de Janeiro e o Brasil precisam se preparar para o envelhecimento da população

"Se a tarifa não baixar, o Rio vai parar": a tradição dos protestos contra o aumento de passagens

Rio de Janeiro tem histórico de manifestações contra o reajuste de preços no transporte público

Mais sobre juventude

Para Rafaela Marques, coordenadora do programa, o conselho preenche lacunas da participação da juventude no governo

"A crise pode aumentar o cuidado e o interesse pelo voto", afirma cientista político

Para o professor da UFRJ Jairo Nicolau, crise vivida pelo Brasil pode atrair mais atenção da juventude para a política eleitoral

No último dia para obter o título de eleitor, jovens cariocas demonstram apatia

Estudantes na porta 163ª Zona Eleitoral do Rio, no Catete, dizem não ter a menor ideia em quem votar nas próximas eleições e que só tiram o título "por obrigação"

Fora das salas, aula prática de política

As 24 horas iniciais do primeiro colégio ocupado por estudantes no Rio, na Ilha do Governador

Mais sobre arte

No projeto "Banco dos Irreais", o mexicano José Miguel Casanova quer estimular a troca direta de tempo, serviços e experiências entre as pessoas sem a intermediação de dinheiro

Um Rio de azulejos na Maré

Painel formado por centenas de azulejos pintados por crianças da Maré será inaugurado na casa de moradora neste sábado (30/4); projeto pretende colorir ruas do bairro

Conheça os projetos cariocas que participarão da Bienal de Veneza deste ano

Nove dos quinze projetos brasileiros selecionados para o Pavilhão do Brasil na Bienal de Veneza são do Rio; iniciativas selecionadas vão de Madureira a Ipanema

Baixada em cena em espaços cariocas

Espetáculos teatrais, debates e encontros literários organizados por artistas da Baixada Fluminense ocupam bibliotecas parque a partir de hoje
Realização:
Iets
Patrocínio:
Universeg
Apoio:
Biblioteca Parque Estadual Biblioteca Parque Estadual
 
Licença Creative Commons
Desenvolvido em SPIP pela Calepino